O Colosso de Orange County – Civic EP

civic ep-3

Civic EP: Um californiano que dobra esquinas como o Messi? Até na América, a diversão não está em uma linha reta…

Por: Midge
Fotos: Eric Moon
Tradução: Felipe Cassiaro

Muitas pessoas dirão que o Japão é o lar espiritual do Civic modificado. Mas eu não tenho tanta certeza disso. Para mim, o Oriente sempre foi mais ligado a icônicas avenidas percorridas a 300km/h e drift tenso nas montanhas, do que ao hatch mais famoso da Honda. Certo, eles tiveram algumas das ofertas mais altas em peças produzidas. Os carros JDM como o EK9 e o FD2 imediatamente vêm à mente. Também é verdade que os exemplares modificados não são exatamente raros nas ruas por aqui. Mas, quando se fala de tirar o máximo dos modelos da Honda, eu acredito firmemente que você tem de olhar cerca de 5 mil milhas para o Pacífico. Na minha humilde opinião, o lar espiritual do Civic modificado sempre será a Califórnia.

Agora, os menos estudados discutirão que americanos não fazem curvas e que um carro de direção suprema como o Civic seja uma entidade redundante. Como estão errados! Se você olhar de perto, olho por olho, não encontrará Hondas tão fortes e prontos para a pista em nenhum outro lugar do planeta. Incrível, considerando que esses caras nem compraram um Type-R em primeiro lugar! Na verdade, hoje em dia a capacidade relativamente pequena do Civic Si se tornou parte da diversa cultura de carros americana tanto quanto os muscles e as picapes Chevy de Detroit. A prova está bem aqui encarando você também, uma cortesia do morador de Orange County, Phillip Nguyen.

Phil passou a melhor parte da última década mexendo em seu EP3 e, como muitos de nós, tudo começou com a parte estética. É legítimo dizer que ele não ficou muito contente com o carro a princípio. Embora este tenha sido um belíssimo presente de formatura, o EP3 Si padrão foi sempre visto como um carro barato e econômico, próprio para estudantes, nos Estados Unidos.

E ele é rápido em dizer que usou nada além de sua própria grana, para não mencionar as habilidades de faça-você-mesmo que reconhecemos ser das mais quentes da Costa Oeste (ou de qualquer outra costa).

O que é interessante sobre o look fantástico de seu carro é que, embora no Reino Unido nós pareçamos nos inspirar nos Estados Unidos, Philip tirou a maioria disso do nosso lado, em particular do campeonato de turismo britânico. Também há um pedaço de modificação inspirada no Mugen, juntamente a um par de outras peças super-raras e supercaras JDM.

Não é só para olhar!

Montar um carro estilizado para performance como este em casa, com suas próprias mãos, não passou despercebido pela comunidade local e até mesmo rendeu a Phil um emprego em uma garagem. Foi mais ou menos nesta época, com um monte de rampas e ferramentas à sua disposição, que as coisas começaram a escalar para um tipo novo de loucura. Os pingos seriam postos nos “is”.

Agora, é justo dizer que Phil é um doido por velocidade e que, ficando mais velho, isso foi descontado no acelerador de seu Civic. Nós normalmente pensamos nos americanos como os reis da dragstrip, com justiça. Mas, para Phil e seus amigos, o melhor é botar o carro em um circuito enroscado. Com isto em mente e com mais de um par de track days sob o cinturão, ele cedo decidiu que precisaria de mais potência. Muito mais.

Através dos anos houve de tudo, desde um kit turbo Rev Hard a um supercharger Jackson Racing, até mesmo um K20A2 jazendo sob o “capô”. Mais recentemente, no entanto, um K24A1 (basicamente um Frankenstein Accord/Civic Type-R) foi o plano de potência de escolha. Com 300 cavalos na ponta do pé, ele certamente consegue envergonhar os V8 americanos no asfalto.

Como qualquer boa arma de destruir pistas, este carro não é rudeza pura e talvez seja aí que este Honda em particular se torna único. Ele causa comoção pelos visuais, mas, mais importante, ele manobra e para com um grau bem pensado de perfeição, também.

À parte à cobertura insana, cada pedaço do carro foi cuidadosamente acrescentado por Phil em pessoa, um testemunho para a ingenuidade da boa e velha modificação caseira.

A ficha técnica é impressionante e extensa. Mas, mas por trás de toda a qualidade das peças, há uma história oculta, que não conta quanto trabalho foi necessário. Acredite em mim quando eu disser que houve muitas peças testadas, trocadas durante os nove anos de desenvolvimento. Mas o que são meros nove anos e a perda de coisas como ar-condicionado e direção hidráulica na busca pela perfeição

O resultado é um verdadeiro corredor que, como qualquer outro verdadeiro leviathan do automobilismo, levou tempo, paciência e uma nota preta para atingir o alvo. Uma montagem verdadeiramente épica.

Honda Civic EP

Ficha técnica:

Customização

JDM:

Para-choque dianteiro

Spoiler lateral

Grelha

Visor de janela

Capô JDM Mugen

Tampa traseira USDM CTR

Capô e spoiler Mugen-style

Faróis réplica Depo 04-05 CTR

Asa Voltex Type 7 1600mm

Performance

Bloco Honda KPR0, K24A1

Pistões JE 13.3:1

Bomba de óleo K20A2 modificada

Direção modificada

Cabeçote rebaixado e polido K20A2

Limitador Blue Print VTC 40

Válvulas Supertech 5mm

Distribuição RBC

Injetores RC 750cc

Bomba de combustível Walkbro 255

Acelerador Skunk2 70mm

Filtro Apexi

Radiador e mangueiras Mishimoto

Transmissão de 6 velocidades K20A2

Embreagem Clutch Masters stage-4

Cabo de câmbio Clubrsx

Chassi

Rodas 9×17” WedsSport TC105N

Pneus Federal 595 255/40×17”

Kit de freio Buddy Club

Coilover Buddy Club race-spec

Molas Swift

Parafusos SPC

Barra H Mugen

Interior

Bancos Bride Zeta III

Volante Momo Tuner 330mm

Espaçador OMP Racing

Pedais Mugen

Manopla Skunk2

Barra de rolagem AutoPower

Cabos Hybrid Racing RSX-S

*Matéria publicada na edição #179 da revista Car Stereo.