Empresas japonesas do setor automobilístico preveem investimentos no Brasil

industria-1
Produção de automóveis

Apesar da queda nas vendas de veículos, o investimento direto de estrangeiros na indústria automotiva brasileira aumentou

Texto: Redação
Foto: Divulgação

O número de carros produzidos no Brasil neste ano, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), deverá ser 5,5% inferior a 2015, com 2,29 milhões de unidades. Mas mesmo nesse cenário de queda nas vendas, o investimento direto de estrangeiros feito na indústria automotiva brasileira – fabricação de carros e carrocerias – no primeiro semestre de 2016, com algo em torno de US$ 2,3 bilhões, foi 76,8% superior ao mesmo período de janeiro a julho do ano passado, como apontam os dados do Banco Central. Todo esse otimismo pode ser explicado com a visita de uma missão empresarial japonesa, formada por executivos de 12 companhias do setor automotivo daquele país, que estará em São Paulo e Curitiba, neste mês de outubro com o propósito de buscar oportunidades de negócios e avaliar o mercado para futuro estabelecimento de suas operações. Aquelas que já mantêm fábricas ou escritórios no Brasil estudam novos investimentos e a expansão de suas atividades no país.

A Japan External Trade Organization (JETRO), organização do governo japonês presente em mais de 50 países que tem a finalidade de promover os investimentos e o comércio exterior em todo o mundo, é quem está à frente desse grupo de 12 companhias, aproveita a passagem pelo Brasil para participar, entre os dias 25 e 27 de outubro, da Mostra Tecnológica do Congresso SAE Brasil, que será realizado no Expo Center Norte, na capital paulista. “As empresas japonesas têm um grande potencial para ajudar o Brasil. Elas reúnem tecnologia e experiência, especialmente, disposição em promover investimentos por aqui”, afirma Atsushi Okubo, da JETRO.

Das 12 companhias que vêm ao Brasil e que estarão na SAE Brasil 2016, duas delas, Daifuku (serviços de consultoria e engenharia do sistema de logística) e Usui Kokusai Sangyo Kaisha (produz uma variedade de produtos de tubo e ventoinhas para automóveis, veículos agrícolas e máquinas de construção) avaliam ingressar e promover investimentos no país para atender montadoras e fabricantes de autopeças. As empresas que pretendem iniciar ou aumentar sua atuação em nosso país são: Daifuku Co; Furukawa do Brasil; KBK do Brasil; Mitsuba Corporation; Nifast do Brasil; Nitto Denko Corporation; OSG Sul Americana; Three Bond do Brasil, Tosei Brasil; Usui Kokusai Sangyo Kaisha e Yushiro do Brasil.