Não é brinquedo, não! – Nissan 350Z 2005

nissan-350Z-11

Rodas de 20” e upgrades no som e no motor, agora com 310 cavalos, deixam Nissan 350Z, que já era bom, ainda melhor. Confira!

Texto: Natália Inzinna
Fotos: Ricardo Kruppa

Upgrades no sistema de som, no motor e no visual. Foi assim que o advogado paulistano dono deste Nissan 350Z Sport Coupé, que prefere não ser identificado, deu seu toque pessoal ao esportivo. O modelo, ano 2005, está nas mãos do atual proprietário há três meses e, neste período, já ganhou uma série de personalizações, além das que já tinham sido feitas pelo dono anterior.

O 350Z não é um carro qualquer, e nem o primeiro Z da história da Nissan. O modelo é uma releitura do primogênito Z da marca, lançado em 1969 – o 240Z. A proposta da linha é produzir veículos de alta performance, que equilibram esportividade e design futurista. Em 1999 ele foi lançado como carro-conceito no Salão do Automóvel de Detroit, nos Estados Unidos. Agradou tanto que passou a ser produzido em série em 2002. No Brasil, os primeiros exemplares chegaram a partir de 2004.

O modelo original traz, de série, uma infinidade de atrativos e acessórios. Mas, para os aficionados, nunca é demais, e alguns complementos são sempre bem-vindos. É o caso deste exemplar, que não recebeu apenas um sistema de som mais completo, mas também rodas novas e uma preparação leve no motor.

Nas palavras do proprietário, o carro pode ser comparado a uma roupa, “quando você compra uma roupa de que gosta, acaba comprando acessórios para usar com ela e assim deixá-la com a sua cara. É a mesma coisa com um carro”, conta. Verdade seja dita: personalidade é uma coisa que não falta para este Nissan.

Mais força no som!

O som original do 350Z já é considerado de alta qualidade. Mas o dono, não contente, queria mais força. “Eu só melhorei o que já era bom, deixei o som mais forte”, afirma Diego Soares Poleto, profissional da loja paulistana Krokocar e responsável pelo projeto.

Todo o sistema é controlado por um DVD Alpine W200, com tela de 7”, que toma conta do painel. À exceção deste equipamento, o visual da peça foi mantido original. Foi instalado também um sintonizador de TV analógica, uma adição muito útil, principalmente em dias de trânsito. Outro atrativo que visa a praticidade é o sistema Bluetooth, que torna possível atender o celular com apenas um clique em um controle semelhante a um mouse, posicionado ao lado do câmbio.

Na dianteira, um kit duas vias Focal de 100W RMS se encarrega de reproduzir as frequências de voz. Os tweeters foram instalados nas portas, alinhados ao retrovisor, para dar mais definição nos agudos. Na parte inferior das portas entraram os falantes médios de 6”, completando o conjunto de voz frontal.

O subwoofer e o kit coaxial, que já vêm de fábrica, ficam em um lugar inusitado: nada de porta-malas. A parte traseira não possui banco para passageiros, já que o esportivo só tem dois lugares, e os equipamentos de som ficam ali mesmo. O subwoofer, da marca alemã Bose, é original do carro e tem 8”. E pelo tamanho reduzido do espaço interno, reproduz os graves com grande perfeição. O sub divide espaço ainda com um kit coaxial, também Focal, e um amplificador Focal de quatro canais, que fica escondido no assoalho.

Original com ousadia

O proprietário não quis modificar muito o visual do Nissan, que originalmente já tem vocação esportiva. Esta foi apenas mais evidenciada com a incorporação de um jogo de rodas Enkei de 20” e um kit xénon.

As outras mudanças não podem ser vistas, mas sentidas. O motor original do modelo é um V6 3.5 L, que atinge 280 cv a 6.200 rpm. O carro conta também com um conjunto Brembo de freios a disco nas quatro rodas, pinças de quatro pistões, com ABS e EBD. Esse sistema faz com que em cada roda seja aplicada uma força de frenagem diferente, conforme a distribuição das forças resultantes aplicadas no sistema carro e pista.

Apesar de naturalmente forte, o proprietário decidiu que uma “pimentinha” não iria mal e decidiu adotar uma preparação leve, nada que comprometesse o uso do carro no dia-a-dia, mas que tornasse o carro mais agradável de guiar, principalmente em momentos de condução mais esportiva. A injeção eletrônica recebeu um chip para remapeamento, que em conjunto com um sistema de escape, composto de coletores e tubulação dimensionados em inox, garantem alguns cavalos a mais. Hoje, segundo o proprietário, o 350Z gera em torno de 310cv. Nas palavras dele, o Nissan é um “brinquedo para gente grande”. Mas que brinquedo, hein?

Nissan 350Z 2005

Quem fez:

Krokocar. Tel: (11) 2977-9987/ www.krocokar.com.br

Parte externa

Rodas Enkei 20”

Som e multimídia

DVD Alpine W200

Kit duas vias Focal

Kit coaxial Focal

Amplificador quatro

canais Focal

Subwoofer Bose 8”

*Matéria publicada na edição #132 da revista Car Stereo.

DEIXE UMA RESPOSTA