PUNTO T-JET: JÁ ERA

Texto: Ademir Pernias Fotos: Divulgação

Quando você estiver lendo esta reportagem, o inquilino da garagem do bancário Alexandre já será outro. Entenda!

Fã de rock, o bancário Alexandre Eduardo Villa, de 37 anos, morador da cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, enfrentou um dilema quando decidiu instalar em seu recém-comprado Punto T-Jet um sistema de som que reproduzisse, com boa qualidade, as músicas de suas bandas favoritas.

“Eu não queria abrir mão do aparelho original, para não perder a originalidade do painel, mas o equipamento de série não atingia a qualidade de áudio que eu almejava”, conta ele.

O problema foi levado ao instalador Rodrigo de Paula, proprietário da Code Audio Design, loja de Guarulhos com boa reputação no que diz respeito aos projetos voltados para qualidade de som.

Rodrigo propôs a Alexandre um sistema que tivesse, como protagonista, um equipamento conhecido como Bit Ten, da Audioson.

Esse “cara” é responsável por fazer todos os cortes de frequências que vão para os alto-falantes, bem como as equalizações necessárias para a obtenção de um som de qualidade, que reproduzisse com a mais alta fidelidade possível as músicas tais quais elas foram gravadas.

“Conseguimos um excelente resultado no palco sonoro, sem perder a originalidade que o cliente desejava”, resume Rodrigo.

Para a reprodução dos médio-agudos, Rodrigo sugeriu a Alexandre um kit de alto-falantes duas vias ZR 650-Csi de 6”, da JL Audio, com os falantes instalados em seus espaços originais. Para minimizar ruídos e vibrações, o veículo passou antes por um tratamento acústico, nas portas e na tampa do porta-malas, feito com manta STP Gold.

No porta-malas, a equipe da Code instalou, na lateral esquerda, uma caixa acústica selada de 25 litros para que trabalhasse um subwoofer de 10” da linha W0, da mesma marca dos kits duas vias, responsável pela reprodução das baixas frequências.

Na lateral oposta, Rodrigo acomodou um rack para o amplificador do sistema, um JX 360/4, também da JL Audio.

Nesse aparelho, dois canais alimentam os kits duas vias e os outros dois, ligados em bridge, servem ao subwoofer.

Nesta mesma parede, Rodrigo colocou as “assinaturas” da Code Audio e da JL Audio, marca dos falantes e amplificador utilizados.

O acabamento foi feito com curvin e molduras brancas, com iluminação por meio de fitas de LED brancas.

Na instalação foram utilizados cabos RCA Audison e kit de instalação Maxxi Link, que inclui conectores, porta-fusíveis, manta náutica para a proteção dos cabos, etc.

Além do som, a única alteração pela qual passou o Punto T-Jet foi a troca das rodas originais por modelos de 18”, da marca Akuma.

Bom enquanto durou

Car Stereo quis saber a opinião de Alexandre sobre o som do seu Punto T-Jet. “Gostava bastante”, diz ele, assim mesmo, com o verbo no pretérito.

Como assim? Gostava, porque o sistema foi desmontado, o carro vendido e as atenções não só de Alexandre, mas também do dono da Code Audio, estão voltadas agora para um novíssimo Jeep Renegade, novo carro a ocupar a garagem do bancário.

“A ideia é montar no SUV um sistema ainda melhor do que o do Punto, com kit três vias e um processador com mais recursos”, explicam em conjunto.

O trabalho ainda estava em andamento, mas os dois já prometeram aos leitores de Car Stereo mostrar o resultado em primeira mão, assim que ficar pronto. É esperar para ver.